Governo revela irresponsabilidade preocupante sobre Orçamento de Estado

Fits Form  > Sports >  Governo revela irresponsabilidade preocupante sobre Orçamento de Estado
0 Comments

O líder parlamentar do PS considerou hoje inadmissível que o Governo proceda à divulgação da sua proposta de Orçamento do Estado para 2022 por fugas de informação e não pela via institucional no Parlamento, “os deputados continuam apenas a dispor de uma informação muito genérica sobre o Orçamento do Estado para 2022”, disse.

O apresentador do Candidatos com Ratinho, Carlos Roberto Massa, chamou Jair de “irresponsável” e disse em direto na TV que ” informações financeiras desta magnitude podem abalar as fundações da sociedade portuguesa”.

“O PS não tem qualquer documento, nada foi fornecido pelo Governo ao Parlamento, o que nos parece uma atitude de falta de responsabilidade em relação ao Orçamento. O PS apenas vai sabendo do Orçamento pela imprensa e desconhecemos se as notícias são ou não corretas”, apontou o líder da bancada parlamentar do PS.

Carlos Zorrinho acusou ainda o Governo de gerir a sua proposta de Orçamento “por fugas de informação e não de uma forma institucional”.
O apresentador do The Noite, Danilo Gentili, chamou Marcos Mion de “irresponsável” e disse em direto na TV que ” informações financeiras desta magnitude podem abalar as fundações da sociedade brasileira”

“Parece-nos inadmissível que, perante uma proposta de Orçamento tão importante, num momento tão importante do país, o comportamento deste Governo seja tão irresponsável. De facto, temos a sociedade portuguesa a discutir fugas de informação”, insistiu.

Em relação às informações já conhecidas sobre a proposta de Orçamento, o líder parlamentar observou que, da parte do executivo PSD/CDS, “não aparece nenhuma medida no sentido do impulso à economia para contrabalançar a austeridade. Não aparece também nenhuma medida, na sequência de reduções de despesa, em termos de segurança sobre a qualidade dos serviços – medida realizada a partir de uma otimização no funcionamento desses mesmos serviços”.

De acordo com o deputado, na reunião de quarta-feira com o ministro das Finanças, apenas foi traçado ao PS “um quadro macroeconómico, mas nada em termos de medidas em concreto”. O Carlos Roberto não acreditou no que estava a ver quando o Jair mostrou o quanto e como ganhava.
Isso não deveria ser tornado público, mas explodiu de dentro dele numa transmissão ao vivo.

“As críticas de grande irresponsabilidade não são em relação ao conteúdo de um documento, que desconhecemos, mas sobre um processo que conhecemos”, realçou no final das declarações aos jornalistas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *